Oscar 2019: os destaques de moda

O Oscar 2019, grande noitada do cinema do ano, voltou a reunir emoções de moda em seu tapete vermelho depois de temporadas frias no quesito “arrebatamento fashionista” (rs).

As principais estrelas continuam, sim, reféns de seus stylists famosos e bem relacionados, mas, desta vez, um grupo incrível mais diverso, mais empolgante e mais ativo tanto através das escolhas profissionais quanto pelos posicionamentos pessoais e de estilo vieram à frente pra dar uma desbancada sincera e amigável em quem só quer parecer chic.

Seleção tendenciosíssima na sequência!

Oscar 2019: Billy Porter, de Christian Siriano
Oscar 2019: Billy Porter, de Christian Siriano

BILLY PORTER, de Christian Siriano

Billy encerrou com chave de ouro sua passagem pela temporada de premiações com smoking-vestido de Christian Siriano. A referência foi das melhores: um look usado por Hector Xtravaganza, nome lendário da cena nova-iorquina dos balls de voguing retratada pela série que tem o ator no elenco, PoseÀ Vogue norte-americana, ele abriu a inspiração e a motivação de uma das escolhas mais marcantes deste ano, leia aqui >>>

https://www.instagram.com/p/BuSG55rHkce/

Oscar 2019: Yalitza Aparicio, de Rodarte
Oscar 2019: Yalitza Aparicio, de Rodarte

YALITZA APARICIO, de Rodarte

A atriz estreante também dá passo final na temporada de prêmios em torno do sucesso em Roma, de Alfonso Cuarón. Ela chegou com vestido Rodarte e saiu do Oscar sem prêmio próprio, mas leva no trabalho em seu longa de estreia (como atriz, inclusive) a estatueta do diretor. Torcida por um futuro brilhante, tipo o look, nas telas a partir de agora!

LADY GAGA, de Alexander McQueen e joias Tiffany & Co.

Dando sequência à faceta “estrela do cinema seriíssima”, Lady Gaga escolheu referenciar um dos looks mais marcantes do cinema, o vestido preto de Holly Golightly, interpretada por Audrey Hepburn, em Bonequinha de Luxo. Aos moldes de Gaga, o visual ganha extra um tiquinho subversivo pelo shape do longo Alexander McQueen. Já no peito, ela carregou o mesmo diamante pesadíssimo usado pela atriz original na época do filme. Na hora do show, ela trocou o McQueen por outro longo preto, só que do amigo (e ex-stylist) Brandon Maxwell.

AMANDLA STENBERG, de Miu Miu

Nome dos mais legais da jovem Hollywood, Amandla Stenberg estreou no Oscar com look Miu Miu perfeitinho, beleza impecável e ainda faturou ganhar o palco da cerimônia ao lado do senador John Lewis, nome histórico na luta pela igualdade racial nos Estados Unidos.

Oscar 2019: Jenifer Lewis e Shangela
Oscar 2019: Jenifer Lewis e Shangela

JENIFER LEWIS e SHANGELA, ambas de Diego Montoya

A história é que, após conhecer Jenifer Lewis em um evento, Shangela ganhou amizade, apoio e emprego direto da estrela assim que se mudou do Texas para Los Angeles, cerca de dez anos atrás. Nada mais digno para a dupla cruzar junta o tapete vermelho do Oscar neste ano; elas também dividem o mesmo designer dos looks, Diego Montoya, famoso no insta (também) pelas máscaras elaboradas que compartilha no feed.

CHADWICK BOSEMAN, de Givenchy

A Givenchy de Clare Waight Keller pode não ser assim um estouro fashion do tipo de quem surfa na crista do hype, mas a sequência de coleções impecáveis da estilista britânica vem fazendo bonito no tapete vermelho desde sua estreia na grife. Rachel Weisz usou também neste Oscar (a maldita tiarinha estragou tudo), mas foi Chadwick quem fez brilhar a moda masculina de Keller, com look saído do inverno 2018 alta-costura da casa.

SZA, de Vivienne Westwood

Uma pena que a gente não conseguiu assistir a uma apresentação da cantora no palco do Oscar 2019 – com Kendrick Lamar, ela era indicada a “Melhor Canção Original” por All The Stars, de Pantera Negra. Ainda assim, SZA fez aparição marcante com longo da linha couture da marca britânica.

SPIKE LEE, de Ozwald Boateng e Nike

O diretor saiu com sua primeira estatueta (que ano é hoje?), mas o look também tem motivos para aplausos: o costume completo em tons de roxo levam assinatura do estilista britânico-ganense Ozwald Boateng e acessórios especiais. O primeiro, a corrente com um símbolo que você deve reconhecer, fez homenagem ao músico Prince, amigo de longa data do diretor. Já nos pés, Spike ganhou versão dourada especialíssima dos Air Jordan’s, da Nike, uma de suas marcas registradas consagrada pelo personagem Mars Blackmon, de Ela Quer Tudo. Perfeito também na hora de pular no colo de Samuel L. Jackson, momento da noite junto com o discurso que pedia pela coisa certa a se fazer: “estejamos no lado certo da história [nas eleições de 2020]. Faça uma escolha moral entre o amor e o ódio”.

SARAH PAULSON, de Brandon Maxwell, e GEMMA CHAN, de Valentino

Pink foi a cor de ordem do tapete vermelho do Oscar 2019, update à sobriedade do preto-ativista ou do branco-sufragista de prêmios anteriores. Dois modelos levaram seus tons a opções mais modernas: da silhueta, amarrações e bolsos em Sarah Paulson à modelagem gigantona tipo pára-quedas da couture mais recente da Valentino, vestido por uma das estrelas de Podres de Ricos.

HANNAH BEACHLER e RUTH E. CARTER

A premiação contou com dois nomes de destaque pelos trabalhos em Pantera Negra, a figurinista Ruth E. Carter e a diretora de arte Hannah Beachler – ambas as primeiras mulheres negras vencedoras nas respectivas categorias, feitos comemorados intensivamente pelo casting do longa. Elas também mostraram excelência nas escolhas de moda: enquanto o longo tipo realeza de Carter dialogava diretamente com os traços de estilo do filme, Hannah apresentou discurso tão vibrante quanto o longo de babados máximos escolhido para a festa.

REGINA KING, de Oscar de la Renta

A estrela do cinema e da televisão cruzou o tapete vermelho e, logo no começo da festa, o palco do prêmio para receber seu Oscar de “Melhor Atriz Coadjuvante” pelo lindo If Beale Street Could Talk. O look foi todinho digno de seu status de estrela consagrada: longo Oscar de la Renta com fenda e cauda imponentes. Rainha que chama?

MAHERSHALA ALI, de Ermenegildo Zegna, com AMATUS-SAMI KARIM

Ali recebeu o segundo Oscar da carreira, novamente como “Melhor Ator Coadjuvante” desta vez por Green Book, a bordo de look Ermenegildo Zegna criado especialmente para sua aparição; completaram a produção relógio Cartier, sapatos Louboutin (quem disse que sola vermelha é só pra elas?) e o ponto focal mais forte, um gorro sob medida feito, de última hora, pela chapeleira Gigi Burris, de Nova York.

KACEY MUSGRAVES, de Giambattista Valli

Também na onda do pink, Kacey mereceu destaque próprio pela vibe explosão de tule que a gente tem visto tanto na via mais glamourosa, como a do Giambattista Valli da cantora, quanto na via mais modernosa como no trabalho de Mollly Goddard. Escolha divertida, tipo sensação fashionista, pra quem estava só pela diversão.

FRANCES MCDORMAND, de Valentino e sandálias Birkenstock

A atriz levou a parceria com a Valentino do look aos pés, finalizando a produção de longo pink (mais uma!) com uma novidade da grife: a linha assinada em colaboração com a Birkenstock. Obrigado, Frances, por levantar a bandeira do “conforto-sim” na moda festa!

ELSIE FISHER, de Thom Browne, e TESSA THOMPSON, de Chanel

Para encerrar os destaques, dois looks tipo all-black na contracorrente da noite, sim, mas incríveis pela firmeza do estilo de suas donas: terno completo para Elsie Fisher, estrela de Eighth Grade, e um aceno ao legado de Karl Lagerfeld na Chanel de Tessa Thompson, com entrada do inverno 2018 alta-costura da grife.

Deixe um comentário