Grammy 2020: os destaques de moda (não-caretas)

Sereia não tem vez! O Grammy é a grande chance de ver nomes legais da música em seus melhores looks divertidos e de personalidade tão interessante quanto a de suas produções musicais, pena que nem todo artista aproveita. Na lista abaixo, navegue pelos cliques de quem fez bonito aos olhos sedentos por criatividade no tapete vermelho de 2020!

Grammy 2020: Steve Lacy, de Rick Owens.

Quem gosta de acompanhar desfile bom sente falta de uma categoria específica de marcas neste tipo de evento estrelado. Steve Lacy, dono de som e estilo deliciosos, levou duas delas à premiação no look Comme des Garçons e tênis Rick Owens. Favorito da noite!

Grammy 2020: Lizzo, de Atelier Versace.

Não tem muita grife da liga principal interessada (ainda) em vestir a Lizzo, o que torna a assinatura Versace de seu primeiro Grammy (de verdade) mais legal – vale lembrar que a grife já fez história no evento. Ainda que não tão original quanto ela merece ou até mesmo de caimento perfeito, o look transmite sem falhas a mensagem de que a noite é merecidamente da cantora, uma das mais indicadas da vez. Já o look “dos prêmios” é perfeito mesmo e não precisa de comentários adicionais.

Grammy 2020: Lizzo, de Atelier Versace.
Grammy 2020: James Blake, de Yohji Yamamoto.

É legal pensar que o James Blake, autor de eletrônico não dos mais enérgicos, passou a desfilar look sob o olhar vigoroso de um dos stylists de famosos mais interessantes, o Law Roach. Aqui, ele vestiu entrada de inspiração artística e alfaiataria tão delicada quanto seus beats do verão 2020 de Yohji Yamamoto.

Grammy 2020: Lil Nax X, de Versace.

Se falhou um pouco com a Lizzo, a Versace não deixou Lil Nas X na mão. O rapper-sensação do ano passado chegou a la pink cowboy com look sob medida (mesmo) de seu estilo. Diferente de Oscar e cia, no Grammy as grifes estão ao dispor de quem as veste!

Grammy 2020: Billie Eilish, de Gucci.

A noite é dela também: Billie Eilish fez a garota-marota-barroca de Gucci no seu primeiro Grammy. Será que é com o mesmo look que ela sobe pra receber o(s) prêmio(s)?

Grammy 2020: Tyler, The Creator, de Gole le Fleur.

Tyler, The Bellhopper carregou look (e acessório) de sua própria Golf le Fleur – a brincadeira fica melhor ainda quando o artista tem sua própria marca para criar, vestir e amplificar a mensagem que quiser!

Grammy 2020: Cynthia Erivo, de Valentino.

Keith Urban se pergunta, neste exato momento, como uma mulher pode ser tão perfeita com um look tão grande como Cynthia Erivo de Valentino. E ele de tênis. Que delícia acompanhar a temporada de looks de tapete vermelho com ela!

Grammy 2020: DaBaby, de Chanel.

Se você é da turma que acha que a Chanel está chata demais tanto na passarela quanto nas famosas que escolhe vestir, trago um pequeno antídoto: o look do DaBaby, que carregou a melhor presença da grife desta edição do prêmio na lapela. E em dobro.

Grammy 2020: Billy Porter, de Baja East.

A Baja East é uma das grifes recentes bem legais de acompanhar na agenda da semana de moda de Nova York e é também a etiqueta do look da noite de Billy Porter: um catsuit mais bolerinho e franjas de cristais do chapéu (automatizado) à barra da calça. E se a roupa brilha, quem é que disse que a make não acompanha?

https://twitter.com/PoseBR/status/1221597496054624257
Grammy 2020: FKA Twigs, de Ed Marler.

Queria vê-la de Iris van Herpen? Sim. Aceito a couture pagã de FKA Twigs mesmo assim? Sempre! De Ed Marler, colaborador frequente da era Magdalene.

Grammy 2020: John Legenda, de Alexander McQueen.

John Legend apostou numa das coleções masculinas recentes mais bonitas de Sarah Burton no comando (incansável e brilhante) da Alexander McQueen. Na dúvida entre blazer ou casaco, os dois em peça de assinatura potente, mas em sintonia fina com o estilo do cantor simpaticão.

Grammy 2020: BTS, de Bottega Veneta.

Se você sabe o que significa #NEWBOTTEGA, provavelmente não sabe cantar Boy With Luv. “Fashionisticamente”, é difícil apontar o que o BTS tem de estilo italiano à prova do tempo, tagline clichê da grife que veste os garotos. Também parece desperdício encaixotar a energia meio brincalhona e sempre extra do grupo em preto, bege e off-white. Dito isso, se é era adulta que a turma quer pro álbum que vem por aí, a gente pensa que a escolha é das melhores, ainda que um tanto desafinada.

Grammy 2020: Rosalía, de Alexander Wang.

La Rosalía tirou Alexander Wang do túmulo fashionista. Saudades de quando ele vestia to-das as no-vi-nhas.

Pra fechar, a pergunta que vale pra qualquer Grammy: cadê a J.Lo?

Deixe um comentário