Bally // Inverno 2016 (Milão)

Grifes históricas de sapatos levam tempo para consolidar seus departamentos de ready-to-wear. Apesar de fazer roupas desde 1976, a história é que a suíça Bally luta, desde 2001, para acompanhar o passo de suas contemporâneas que explodiram e fizeram dos desfiles de roupas a melhor vitrine para os acessórios que lhe sustentam. Difícil racionalizar sobre um trabalho que a gente não conhece, mas se a ideia de uma pantalona de croco verde não intimida a marca histórica, então a gente passa a prestar mais atenção no trabalho de Peter Coppola, head designer desde 2014.

Deixe um comentário