"A Garota Dinamarquesa": a identidade feminina de Lili Elbe, por Eddie Redmayne

eddie-redmayne-danish-girl-garota-dinamarquesa-2016

Depois de A Teoria de Tudo, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator este ano, Eddie Redmayne mostra seu talento em A Garota Dinamarquesa, de Tom Hooper — as chances de uma dobradinha na premiação da academia em 2016 são grandes. O papel desafiador se baseia na história real de Lili Elbe, a primeira transexual a se submeter a uma cirurgia de redesignação sexual da história.

Nascida homem em 1882 sob o nome de Einar Wegener, a artista se descobre mulher após algumas brincadeiras de troca de identidade que faz com a própria mulher, Gerda Wegener, interpretada por Alicia Vikander (ela trilha um caminho fashionista com aparições grifadas nos últimos meses e uma campanha da Louis Vuitton). Desafios de uma época, preconceito alheio e interno, falta de conhecimento sobre o assunto e compaixão são alguns dos temas abordados no filme. O figurino de Paco Delgado (Les Misérables, A Pele que Habito) promete vestidos soltos (a la anos 20) e cores como as das telas de Lili e Gerda mais batons vermelhos como o do clique que revela a transformação de Redmayne. Confira abaixo o primeiro trailer lançado nesta semana; o filme chega aos cinemas brasileiros em fevereiro de 2016.

One thought on “"A Garota Dinamarquesa": a identidade feminina de Lili Elbe, por Eddie Redmayne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.