Cruzeiro viaja 10 dias em modo fantasma contra ameaça pirata

Os turistas que embarcaram no cruzeiro Sea Princess em Sydney rumo a Dubai encontraram um adicional surpresa no pacote. Dez (dos 104) dias de viagem em alto mar foram feitos quase no escuro, sem qualquer tipo de programação noturna, luzes apagadas ao pôr-do-sol e uma sequência de treinos de segurança. Não era uma viagem temática. Esta foi a forma encontrada pela tripulação da companhia para fugir da mira de piratas durante trechos perigosos do percurso.



1.900 pessoas a bordo receberam instruções caso um ataque acontecesse ou se fossem necessárias manobras repentinas para desviar de embarcações suspeitas. No navio, mangueiras de alta pressão e vigilância 24 horas também ajudavam a antecipar qualquer ameaça.

Felizmente, a viagem atravessou o Oceano Índico, o golfo de Áden e o canal de Suez sem nenhum imprevisto. Fica como alerta: na hora de planejar o próximo embarque, garanta uma rota segura ou pelo menos torça, na pior das hipóteses, para dar de cara com um pirata a la Jack Sparrow. Leia o relato completo no link >>