Resort ostentação: Chanel leva cruise (e companhia) a Dubai

Lookbook da coleção cruise 2015 da Chanel, fotografado no prédio construído pela grife em uma ilha artifical, em Dubai

Destino: Dubai. Um grupo de modelos, de jornalistas da imprensa internacional e, por que não, um prédio inteiro todo decorado com os C’s sobrepostos e palmeiras fake foram levados a um grande bloco de areia posicionado, artificialmente, em frente ao skyline da neometrópole das Arábias. Foi nessa medida a apresentação da coleção resort 2015 da Chanel nessa terça (13), mais um desfile-ostentação capitaneado por Karl Lagerfeld. O kaiser escolheu por prestigiar suas clientes poderosas (e com as bolsas matelassadas repletas de cartões black – cerca de mil delas entre os convidados) com uma coleção respeitando o dress-code feminino de lá: modelos cobertas do pescoço aos pés, afinal, não se vai a Dubai com muita pele à mostra.

Se os corseletes esquisitos reinaram nas últimas coleções couture e prét-à-porter, aqui eles foram substituídos por silhueta relax: vestidos soltos usados sobre calças, conjuntos de tweed de casacos mais longos e em versões enriquecidas por muito dourado e um bloco de remix floral supercolorido, levado também para as novas versões de suas bolsas.

Não faltou bom-humor: basta notar os cabelões gigantescos assinados por Sam McKnight e os looks que brincavam com o uniforme das turistas-peruas que circulam pelo destino. A bolsa de pérola gigante chamava a atenção, mas perdeu o destaque assim que a maior graça da coleção ganhou a passarela na mão direita de Crystal Renn: a bolsa-galão, com direito à tradicional alça de correntes e corpo matelassado, em referência à fonte de toda riqueza da região – no Instagram, a versão em acrílico (como as bolsas-perfume do resort passado) também ganhou cliques. Ponto para a grife que garantiu mais um hit nas redes sociais, como se não bastasse toda a estrutura armada e os barquinhos que levavam os convidados à locação, registrados extensivamente e publicados no Instagram.

No casting poderoso levado aos Emirados, uma ausência: Cara Delevingne (que apareceu no mesmo dia em Londres). Charlotte Free, em versão cabelão, abriu o show, mas foi Joan Smalls que encarnou a melhor versão da jet-setter árabe que Lagerfeld queria para o desfile. No final, o mesmo skyline que os convidados viam da ilha (Dakota Fanning, Tilda Swinton, Freida Pinto e Janelle Monáe entre as famosas) foi levado às barras dos três looks que encerraram a apresentação. Um pouquinho do show, nas imagens e na galeria abaixo; o desfile completo, no site da Chanel.

free0329032
Clima do show, com convidados em nichos e modelos-perua com os novos looks – atenção ao sapato com LED
Joan Smalls - Chanel Resort 2015
Dois looks de Joan Smalls, a top que melhor encarnou a vibe jet-setter árabe
flores89392832
Duas versões dos florais que marcaram um dos blocos da coleção – atenção à saia que, como a maior parte dos vestidos, foi usada sobre calças
chanel_dubai_guests_01
Alô, riqueza!

Fotos: Style, The Coveteur, Chanel e NY Mag.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.