Nível básico: Comme des Garçons Comme des Garçons, verão 2016

Quando se pensa nas instalações de vestir da leva cada vez mais radical de Rei Kawakubo, funcionalidade não é palavra-chave. Na Comme des Garçons a conversa é outra. Fala-se então de roupa nas etiquetas imediatamente abaixo, tanto a de nome duplo, que ganha show em Paris, quanto as outras duas de difusão. Ainda assim, é gostoso reparar, por exemplo, nas estruturas circulares e restritivas traduzidas em um conjunto de jaqueta e calça usado com camiseta de gola quase caricata, de aparência infantil — um embate recorrente nas esculturas da linha-mãe. Roupas “simples”, mas que mantêm um pouco do exercício de compreensão mesmo que de forma mais básica. Lê quem gosta do assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.