Diane Kruger // Nem tudo são flores

Floral de fundo escuro é tendência”. Se for em versão novidadeira, melhor ainda. O vestido do resort 2016 da Preen traduz bem os pilares da etiqueta: feminino sem afetação, com input modernoso no shape e de contraponto geométrico. Diane, esperta que é, espiou a lição do lookbook e preferiu a bota tipo chelsea mais meia, ambas pretas. Ela é motivo bom para acompanhar a moda do Festival de Veneza; neste ano, Kruger é nome do júri e promete cruzar ainda muitas vezes o tapete vermelho do Lido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.